Fique de olho na hidratação do pet

Assim como acontece com os humanos, cerca de 80% do corpo dos cães e gatos é composto por água. A desidratação é um sintoma da falta de líquidos e eletrólitos, que são fundamentais para o funcionamento adequado das células do organismo. A desidratação pode ocorrer em tempos de calor excessivo ou nos casos em que o: a perda dos líquidos leva à desidratação com consequências fatais caso não tratadas a tempo.
Cachorros e gatos podem, sim, ficar desidratados se não beberem água o suficiente durante as épocas quentes do ano. Se estiver tudo bem com a saúde dele e a água sempre fornecida à vontade, ele irá se encarregar sozinho de se manter hidratado.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é agua-pet-1030x1030.jpg


Outros motivos que são importantes causas para a ocorrência de um quadro de desidratação entre os cães e gatos são devido à perda de líquidos, através de vômitos ou diarreias causadas por diversos motivos, como nos quadros de parvovirose, por exemplo.

Como saber se o seu cachorro ou gato está ficando desidratado?

Principais sintomas que você pode observar se suspeitar de que o seu pet está ficando desidratado.
• Olhos “fundos” e perdendo o brilho natural;
• Letargia: o cachorro ou gato fica mais “lento” ou “tristinho” e locomove-se devagar;
• Falta de apetite ou o pet para totalmente de se alimentar;
• Imobilidade: ele não levanta ou anda sozinho nos casos graves.

Nos casos mais graves de desidratação, pode ser necessária atenção veterinária especial: internamento para a fluidoterapia, que é a administração do soro e eletrólitos, como sódio e potássio, por via oral ou intravenosa/subcutânea são administrados, essenciais e necessários para a recuperação do animal desidratado.
Você está sempre de olho se o seu pet está bebendo água?

Siga nosso canal no Youtube:

0 respostas

Deixe uma resposta

Deseja participar?
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *